Beija-flor-de-anna

Fotografia por Mick Thompson, CC BY-NC

Local da foto: Washington, Estados Unidos

 Canon EOS-1D X Mark II (Canon)
Distância Focal: 840mm  •  Abertura: f/8.0  •  Tempo de Exposição: 1/1000s  •  ISO: 1000
Data em que a foto foi tirada: 25/04/2017
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Beija-flor-de-anna

Calypte anna
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Apodiformes
Família Trochilidae
Gênero Calypte
Nome Científico Calypte anna(Lesson, 1829)
Nome Inglês Anna's Hummingbird
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O beija-flor-de-anna é uma espécie de beija-flor encorpado de tamanho médio da família Trochilidae.

O beija-flor-de-anna apresenta dimorfismo sexual. Machos e fêmeas têm uma área dorsal verde, bronzeada, que é brilhante na aparência, e uma região ventral cinza, opaca. O bico tem um comprimento médio e a cauda é larga e tem uma coloração escura. O macho tem a garganta e a coroa com uma coloração que varia do vermelho-carmesim ao rosa-avermelhado brilhante. A fêmea geralmente tem uma mistura de cinza/branco ou cinza/marrom, mas pode ter uma mancha de penas vermelhas metálicas ou roxas no centro da área da garganta. A cauda com ponta branca, é verde metálica no centro com as penas da cauda exterior escurecendo para o preto. Jovens machos e fêmeas se parecem com fêmeas adultas, mas existem algumas pequenas variações. Machos imaturos têm penas coloridas brilhantes, enquanto fêmeas jovens tem uma coloração marrom pálida e não têm penas coloridas metálicas na região da garganta.

O beija-flor-de-anna tem entre 9,9 e 10,9 cm de comprimento.

Biologia

O beija-flor-de-anna não é um animal social. É uma ave territorial e ataca qualquer coisa que entrar no seu território, não importa o tamanho. Essa espécie migra entre o inverno e verão. É uma ave ativa durante o dia e pode se tornar tórpida à noite para conservar energia.

O beija-flor-de-anna tem quatro fontes de alimento: néctar de flores, seiva de árvores, mistura de água com açúcar de alimentadores artificiais, e muitos pequenos insetos e aranhas. Esse beija-flor é equipado com um bico longo e estreito e tem um corpo adaptado para pairar sobre as flores. Essas duas características permitem a ave extrair néctar facilmente. Enquanto o beija-flor está pairando sobre as flores ele estende a sua língua e a insere na flor. Ao coletar néctar ele também ajuda na polinização das plantas. Além de flores, o beija-flor-de-anna encontra comida no ar capturando insetos voadores ou comendo insetos presos em teias de aranha. Ele também usa buracos nas árvores para extrair seiva.

Macho e fêmea só se juntam para o acasalamento. A fêmea é responsável pela construção do ninho, incubação dos ovos e criação dos filhotes. Nas chuvas sazonais de inverno começa a época de acasalamento, e é nessa época que os machos se mudam para os seus territórios de reprodução e as fêmeas começam a construção dos ninhos. A composição do ninho tem teias de aranha e é forrado com material macio, como plantas, penas ou pelos. A parte externa do ninho é coberta com casca, folhas mortas, líquen ou lascas de tinta, em uma tentativa de camuflagem.

A época de reprodução do beija-flor-de-anna começa entre novembro e dezembro, e continua até algum momento entre abril e maio. Durante esse período o beija-flor-de-anna pode ter duas ninhadas. Cada ninhada é composta, em média, de 2 ovos brancos elípticos que são colocados com intervalo de um dia. A fêmea incuba os ovos durante um período de 14 a 19 dias, e os filhotes permanecem no ninho por um período adicional de 18 a 23 dias. Os filhotes abrem os olhos no quinto dia após a eclosão. Após o período de nidificação os filhotes dependem da mãe por mais alguns dias, mas dentro de uma ou duas semanas, eles se tornam totalmente independentes. A espécie vive, em média, 8,5 anos.

Habitat

O beija-flor-de-anna tem como habitat bosques abertos, arbustos, jardins e parques.

Distribuição

O beija-flor-de-anna reproduz ao longo da costa oeste da América do Norte. A área de reprodução dessa espécie se estende desde a Colúmbia Britânica, pelo Arizona até a borda oeste do Novo México. Sua área não reprodutiva se estende da Colúmbia Britânica até o norte do México. Essa espécie é encontrada no Canadá, Estados Unidos e México.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Norte

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Anna's Hummingbird." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 02 Abr 2017. Web. 07 Abr 2017.
  • Lobas, A. 2001. "Calypte anna" (On-line), Animal Diversity Web.
  • BirdLife International. 2016. Calypte anna. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22688199A93186783.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.