Atobá-marrom

Fotografia por Angrysunbird, CC BY-SA

Local da foto: Ilha Tern

 Canon EOS DIGITAL REBEL XT (Canon)
Distância Focal: 115mm  •  Abertura: f/11.0  •  Tempo de Exposição: 1/500s  •  ISO: 400
Data em que a foto foi tirada: 03/07/2006
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Atobá-marrom

Sula leucogaster
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Suliformes
Família Sulidae
Gênero Sula
Nome Científico Sula leucogaster(Boddaert, 1783)
Nome Inglês Brown Booby
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O atobá-marrom, conhecido também como atobá-pardo, é uma grande ave marinha da família Sulidae. O nome latim desta espécie significa "barriga branca", referindo-se ao seu peito e barriga branca.

O atobá-marrom possui asas longas, estreitas e pontiagudas. A cabeça e o dorso são marrom-escuros ou pretos, e a barriga é branca. Possui uma mancha nua de pele ao redor da face, geralmente cinza azulada nos machos e amarela brilhante nas fêmeas, e um longo e poderoso bico que pode variar na cor, da amarela brilhante a rosa-clara e acinzentada. A espécie apresenta dimorfismo sexual. A fêmea tem cerca de 80 cm de comprimento, uma envergadura de asas de até 1,5 m e pode pesar até 1,3 kg. O macho tem cerca de 75 cm de comprimento, uma envergadura de asas de até 1,4 m e pode pesar até 1 kg.

Biologia

O atobá-marrom é uma espécie gregária que forma colônias de nidificação em ilhas oceânicas, que geralmente são pequenas em tamanho, mas podem somar milhares de casais quando o alimento é abundante.

O atobá-marrom se alimenta de lulas e várias espécies de peixes que vivem perto da superfície do mar, como o peixe-voador e anchovas. O forrageamento geralmente é individual ou em pequenos grupos voando sobre as águas costeiras enquanto buscam cardumes de pequenos peixes que sobem para a superfície da água fugindo de predadores marinhos. As técnicas usadas para capturar presas incluem o mergulho em um ângulo raso agarrando a presa da superfície da água, bem como mergulhos íngremes de até 20 m acima da superfície da água, chegando até cerca de 2 m abaixo da água. Alguns indivíduos capturam peixes distraídos na superfície ou roubam comida de outras aves marinhas.

Embora o atobá-marrom seja um reprodutor sazonal em algumas áreas, ele geralmente reproduz ao longo do ano, com picos de atividade de nidificação ocorrendo sazonalmente de acordo com a localização da colônia. Depois de garantir um território, muitas vezes lutando, o atobá-marrom macho avisa uma fêmea mantendo sua cabeça e pescoço eretos, apontando o bico para cima. Uma vez formado, o casal pode ficar junto por muitos anos, reutilizando continuamente o mesmo local de nidificação. O ninho é uma depressão rasa no chão forrado com destroços marinhos, penas e vegetação. A fêmea coloca uma ninhada de 2 ovos de forma assíncrona e os mesmos são incubados pelo casal por cerca de 43 dias. Na maioria dos casos o segundo filhote morre, pois é empurrado para fora do ninho pelo irmão mais velho, que é mais forte. A plumagem juvenil completa é obtida em cerca de 100 dias, época em que a jovem ave faz o seu primeiro voo. O atobá-marrom geralmente reproduz aos 4 ou 5 anos de idade e pode viver mais de 25 anos.

Habitat

O atobá-marrom se alimenta principalmente ao redor de águas costeiras e nidifica em penhascos ou encostas em ilhas rochosas ou em atóis de coral plano. Ao contrário da maioria dos atobás, ele também nidifica entre a vegetação e, ocasionalmente, se empoleira em árvores. Fora da época de reprodução, os adultos geralmente são encontrados ao redor da colônia de reprodução, embora alguns indivíduos, particularmente jovens e os não reprodutores, podem ser encontrados a centenas de quilômetros da terra.

Distribuição

O atobá-marrom é encontrado em todo o mundo nos oceanos tropicais. Ele ocorre no Mar do Caribe, Mar Vermelho e nos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico.

Subespécies

  • Sula leucogaster brewsteri - ocorre em ilhas do Golfo da Califórnia e na costa oeste do México.
  • Sula leucogaster etesiaca - ocorre em ilhas do Pacífico da costa da América Central e Colômbia.
  • Sula leucogaster leucogaster - ocorre em ilhas do Golfo do México, Caribe e no Atlântico tropical.
  • Sula leucogaster plotus - ocorre em ilhas no Mar Vermelho, Oceano Índico tropical, no Oceano Pacífico tropical central e ocidental.

Continentes de Ocorrência

África, América do Norte, América do Sul, Ásia, Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Brown Booby." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 17 Dez 2016. Web. 05 Abr 2017.
  • Brown Booby fact file on ARKive.
  • Langteau, J. 2011. "Sula leucogaster" (On-line), Animal Diversity Web.
  • BirdLife International. 2016. Sula leucogaster. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22696698A93580445.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.