Atobá-do-norte

Fotografia por Matthias, CC BY-NC-ND

Local da foto: Ilha Heligolândia, Mar do Norte

 NIKON D7200 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 185mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/1000s  •  ISO: 280
Data em que a foto foi tirada: 21/06/2015
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Atobá-do-norte

Morus bassanus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Suliformes
Família Sulidae
Gênero Morus
Nome Científico Morus bassanus(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Northern Gannet
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O atobá-do-norte é uma ave marinha da família Sulidae. É o maior membro da sua família e tem as mesmas cores do atobá-australiano (Morus serrator) e também é similar na aparência.

A plumagem de um atobá-do-norte adulto é branca com as pontas das asas escuras, com cores que vão do marrom ao preto. A cor da cabeça, face e os lados do pescoço depende da época e do indivíduo. Durante a reprodução, a cabeça e o pescoço são pincelados em um amarelo delicado. Embora esta coloração pode não ser evidente em alguns indivíduos. As penas são à prova d'água, o que permite que a ave passe longos períodos na água. A secreção impermeável à água produzida por uma glândula sebácea cobre as penas, e a ave espalha em todo o seu corpo usando seu bico ou sua cabeça. O olho é azul-claro, e é rodeado por uma pele preta e nua, que dá a ave sua expressão facial característica. O bico é longo, forte e cônico com uma leve curva descendente no final. A parte frontal tem uma ponta afiada. Nos adultos, o bico é cinza azulado com as extremidades pretas ou cinza-escuras.

Machos e fêmeas são semelhantes na aparência, mas as fêmeas têm linhas verdes sobre os dedos dos pés, enquanto que nos machos, são mais amareladas. Os adultos têm entre 80 e 110 cm de comprimento, peso entre 2,2 e 3,6 kg e uma envergadura de asas entre 165 e 180 cm.

Biologia

Os atobás-do-norte são aves gregárias, tanto em colônias reprodutivas como no mar. Fazem ninhos em densas colônias, muitas vezes com vários ninhos ocupando de 2 a 3 m². Podem forragear individualmente, em pequenos grupos ou em bandos de mais de 1.000 indivíduos. Os atobás-do-norte se alimentam de cardumes de peixes pelágicos e, quando pescam, muitas vezes fazem mergulhos impressionantes de grandes alturas no mar, com as asas dobradas para trás. São ativos durante o dia, forrageando principalmente na parte da manhã e final da tarde, e podem voar mais de 60 km/h.

As colônias de reprodução são nos mesmos locais a cada ano, e são ocupadas de março a setembro. 68% da população mundial de atobás-do-norte reproduz ao redor da costa da Grã-Bretanha e Irlanda. As maiores colônias são: Rocha Bass (costa leste da Escócia), Saint Kida e Sula Sgeir (no arquipélago Hébridas), e na ilha Eldey (sudoeste da Islândia).

A nidificação começa em abril, e o ninho consiste de algas, penas e material vegetal. Algas extra podem ser incorporadas ao ninho durante a incubação do ovo azul-claro, que é colocado no final de abril ou maio. Uma ninhada geralmente consiste de apenas um ovo, embora dois ocasionalmente podem ser produzidos. A incubação leva entre 43 e 45 dias e é feita por ambos os pais. Depois que os jovens emplumam, a maioria deles migram para o sul durante agosto e setembro. Os jovens levam até 5 anos para alcançar a plumagem adulta completa. Na natureza, estas aves podem viver até 21 anos.

Habitat

Os atobás-do-norte geralmente habitam ilhas desabitadas, mas ocasionalmente habitam penhascos no continente.

Distribuição

O atobá-do-norte ocorre em ambos os lados do Oceano Atlântico, com um pequeno número de indivíduos atingindo o equador no lado ocidental e, oriental no sul, e atingindo a Noruega no norte. Locais de reprodução incluem o norte da França, Reino Unido, Irlanda, Islândia, Noruega e a ponta leste de Quebec no Canadá.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

África, América do Norte, Ásia, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Northern Gannet." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 17 Mar 2017. Web. 01 Abr 2017.
  • Northern Gannet fact file on ARKive.
  • Dewey, T. 2009. "Morus bassanus" (On-line), Animal Diversity Web.
  • BirdLife International. 2016. Morus bassanus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22696657A86481444.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.