Arara-de-garganta-azul

Fotografia por Michael Seeley, CC BY

Local da foto: Zoológico de Brevard, Flórida, Estados Unidos

Data em que a foto foi tirada: 12/10/2015
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Arara-de-garganta-azul

Ara glaucogularis
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Psittaciformes
Família Psittacidae
Gênero Ara
Nome Científico Ara glaucogularisDabbene, 1921
Nome Inglês Blue-throated Macaw, Wagler's Macaw
Estado de Conservação CR  - Criticamente em Perigo (IUCN / 2016)

Descrição

A grande arara-de-garganta-azul, conhecida também como arara-de-wagler, é uma espécie de arara extremamente rara da família Psittacidae.

A arara-de-garganta-azul tem uma coloração muito viva. A sua impressionante plumagem é azul-turquesa nas partes superiores e amarelo brilhante nas partes inferiores, com bochechas azuis e uma mancha azul na garganta. O forte bico é escuro e os olhos são amarelos. Esta ave tem uma cauda longa e elegante e os machos podem, eventualmente, ter uma mancha azul mais escura na garganta.

A arara-de-garganta-azul tem cerca de 85 cm de comprimento incluindo sua cauda, e tem uma envergadura de asas de aproximadamente 90 cm. Ela pesa cerca de 600 a 1.000 g. Existe pouco dimorfismo sexual nesta espécie, no entanto, os machos tendem a ser um pouco maiores do que as fêmeas.

Biologia

As araras-de-garganta-azul são mais frequentemente encontradas em pares monogâmicos, mas pequenos grupos de 7 a 9 indivíduos podem ocorrer. Não se sabe se estas araras buscam outro companheiro quando seu companheiro original morre. O seu principal modo de locomoção é o voo, mas elas também são capazes de escalar árvores, fazer manobras nos galhos e andar no chão. Estas aves são ativas durante o dia e se comunicam principalmente pelo som. Quando elas suspeitam o perigo, emitem um chamado alarmante muito alto e voam rapidamente.

A arara-de-garganta-azul não se alimenta de sementes e castanhas na mesma proporção como muitas outras espécies de araras fazem. Ao invés disso, ela se alimenta principalmente de frutos de palmeiras grandes. A palmeira da espécie Attalea phalerata é a fonte mais predominante, mas ela também se alimenta da Acrocomia aculeata e Mauritia fleuxosa. Esta arara se alimenta do mesocarpo do fruto maduro e quase maduro, e também já foi observada bebendo o líquido do fruto muito imaturo.

A arara-de-garganta-azul geralmente nidifica em cavidades de palmeiras, na maioria das vezes na Attalea phalerata. Palmeiras mortas são as preferidas porque elas são escavadas por grandes larvas depois que a árvore morre. Esta espécie geralmente procura diferentes locais de nidificação a cada ano. Na natureza, a arara-de-garganta-azul muitas vezes compete por buracos de nidificação em árvores com a arara-canindé (Ara ararauna), arara-vermelha (Ara chloropterus), arara-piranga (Ara macao), grandes pica-paus, tucano-toco (Ramphastos toco), corujas, morcegos e abelhas. O número de árvores de nidificação adequadas foi reduzido pelo desmatamento em sua área de ocorrência.

A arara-de-garganta-azul geralmente reproduz uma vez por ano, mas se os ovos ou filhotes são perdidos, ela pode produzir uma segunda ninhada na mesma época de reprodução. A ninhada é composta de 1 a 3 ovos que são incubados por 26 dias. Quando nascem, os filhotes pesam aproximadamente 18 g e emplumam em 13 ou 14 semanas. Depois que emplumam, os filhotes ainda são totalmente dependentes dos pais até que sejam capazes de se alimentarem sozinhos. Mesmo após isso ocorrer, foi observado que as jovens araras permanecem com seus pais por até um ano. Durante este tempo os pais pulam uma temporada de reprodução. A arara-de-garganta-azul atinge a maturidade sexual em aproximadamente 5 anos de idade.

Habitat

A arara-de-garganta-azul habita um misto de palmeiras, savanas e, ocasionalmente, florestas de galeria. Esta espécie está particularmente associada com a palmeira da espécie Attalea phalerata.

Distribuição

Endêmica da Bolívia, na América do Sul, a arara-de-garganta-azul apresenta uma distribuição altamente restrita e fragmentada no norte do país.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Blue-Throated Macaw." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 30 Mar 2017. Web. 05 Abr 2017.
  • Blue-Throated Macaw fact file on ARKive.
  • BirdLife International. 2016. Ara glaucogularis. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22685542A93078866.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.