Arara-azul-de-lear

Fotografia por João Quental, CC BY

Local da foto: Bahia, Brasil

 NIKON D4 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 600mm  •  Abertura: f/8.0  •  Tempo de Exposição: 1/1600s  •  ISO: 800
Data em que a foto foi tirada: 18/04/2014
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Arara-azul-de-lear

Anodorhynchus leari
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Psittaciformes
Família Psittacidae
Gênero Anodorhynchus
Nome Científico Anodorhynchus leariBonaparte, 1856
Nome Inglês Lear's Macaw, Indigo Macaw
Estado de Conservação EN  - Em Perigo (IUCN / 2016)

Descrição

A arara-azul-de-lear é uma grande e rara espécie de arara da família Psittacidae, descrita pela primeira vez em 1858 pelo sobrinho de Napoleão, Lucien Bonaparte, de uma ilustração pelo famoso poeta britânico Edward Lear. Essa espécie permaneceu esquiva na natureza e só foi aceita como uma espécie distinta em 1978, quando o naturalista Helmut Sick, finalmente localizou uma população selvagem.

A arara-azul-de-lear tem o corpo, cauda e asas azul-escuras e a cabeça é ligeiramente mais clara. A cabeça, pescoço e as partes inferiores tem uma coloração azul-esverdeada. Ela tem uma área de pele amarelo-clara na base do seu bico e um anel amarelo ao redor dos olhos. Seu bico é grande e escuro, os pés são cinza-escuros e a cauda é longa. Essa espécie tem entre 70 e 75 cm de comprimento e peso aproximado de 950 g.

A arara-azul-de-lear é semelhante à arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus), que é maior, e à arara-azul-pequena (Anodorhynchus glaucus), que é ligeiramente menor. A arara-azul tem uma plumagem mais escura, não tem a coloração esverdeada e, a mancha de pele amarela na base do bico tem um formato diferente. A arara-azul-pequena é mais clara e tem uma cabeça mais acinzentada.

Biologia

A arara-azul-de-lear é uma ave barulhenta e social. Os indivíduos deixam o local onde dormem de madrugada para forragear em palmeiras. A dieta da arara-azul-de-lear é composta principalmente dos duros coquinhos da palmeira licuri (Syagrus coronata). Essa espécie pode comer cerca de 350 coquinhos em um dia, usando o seu enorme bico para abrir a casca dura do coquinho da palmeira licuri. Ela também forrageia em plantações quando estão disponíveis.

A arara-azul-de-lear nidifica e vive em colônias localizadas em falésias de arenito ou cânions. Pouco se sabe sobre a ecologia reprodutiva dessa espécie, mas a reprodução ocorre de fevereiro a abril e os casais parecem defender os ninhos dentro de penhascos de arenito. Baseado em um pequeno número de observações, o tamanho médio da ninhada é de dois filhotes. Os filhotes atingem a maturidade sexual entre 2 e 4 anos de idade.

Quando um grupo de araras está procurando por alimento ou um novo local de nidificação, um pequeno grupo de machos "espia" o local. Além disso, quando encontram algum perigo nessas buscas por um novo território, as araras fazem chamados que podem ser ouvidos por quilômetros. A arara-azul-de-lear pode atingir velocidades de voo de até 56 km/h para escapar de predadores ou caçadores.

Habitat

A arara-azul-de-lear habita florestas espinhosas áridas da caatinga em áreas com penhascos de arenito e afloramentos.

Distribuição

A arara-azul-de-lear é uma espécie endêmica do Brasil, restrita a uma pequena área no nordeste da Bahia. As duas colônias conhecidas são encontradas em Toca Velha e Serra Branca, ao sul do planalto do Raso da Catarina.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Lear's Macaw." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 21 Mar 2017. Web. 07 Abr 2017.
  • Lear's Macaw fact file on ARKive.
  • BirdLife International. 2016. Anodorhynchus leari. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22685521A93077801.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.