Albatroz-de-buller

Fotografia por 0ystercatcher, CC BY-NC-SA

Local da foto: Nova Gales do Sul, Austrália

 Canon EOS-1D X (Canon)
Distância Focal: 400mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/2500s  •  ISO: 1600
Data em que a foto foi tirada: 22/06/2013
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Albatroz-de-buller

Thalassarche bulleri
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Procellariiformes
Família Diomedeidae
Gênero Thalassarche
Nome Científico Thalassarche bulleri(Rothschild, 1893)
Nome Inglês Buller's Albatross, Buller's Mollymawk
Estado de Conservação NT  - Quase Ameaçada (IUCN / 2016)

Descrição

O albatroz-de-buller é uma ave marinha da família Diomedeidae. Seu notável bico amarelo-dourado e preto, e sua marcante plumagem branca e preta, o torna facilmente identificável, pois ele costuma rondar navios de pesca.

O albatroz-de-buller é uma das menores espécies de albatroz, com cerca de 80 cm de comprimento e peso entre 2,5 e 3,5 kg. Ele é preto na parte superior das asas, branco na parte inferior das asas e na parte posterior, e preto na ponta da cauda. O pescoço e garganta cinza-claros contrastam com a coroa cinza prateada. O bico é preto com placas amarelas douradas na parte superior e inferior.

Existem duas subespécies que são separadas pelo tamanho, cor do bico e plumagem. O albatroz-de-buller-do-sul tem a fronte branca prateada com o preto se estendendo por cerca de 70% dos lados do bico. O albatroz-de-buller-do-norte tem a fronte cinza prateada com o preto se estendendo por cerca de 80% dos lados do bico. Além disso, o bico do albatroz-de-buller-do-norte é mais robusto (maior e mais escuro) do que a subespécie do sul.

Biologia

Como um típico albatroz, o albatroz-de-buller tem um aperfeiçoado voo planado. Em ventos fortes ele se desloca facilmente com suas asas longas e estreitas. Ele usa os seus pés com membranas para nadar e como leme. Seu bico fortemente enganchado é usado para agarrar a presa, enquanto as extremidades afiadas da mandíbula superior são usadas para cortar a presa em partes. No entanto, os albatrozes têm uma grande capacidade de estender a garganta, e assim engolir grandes pedaços de comida.

O albatroz-de-buller se alimenta principalmente de peixes, lulas, salpas e vísceras de navios de pesca lançadas ao mar e que boiam na superfície da água - ele raramente mergulha na água.

As colônias do albatroz-de-buller podem ser densamente povoadas ou vagas. Em sua colônia de reprodução, o albatroz-de-buller usa uma elaborada série de exibições e vocalizações para manter o vínculo com seu par e defender a base do seu ninho. Ele reproduz anualmente e retorna ao mesmo local do ninho ano após ano com o mesmo parceiro. Após o período de reprodução, a colônia fica deserta e as aves migram pelo Pacífico para as águas do Chile e Peru.

O albatroz-de-buller é uma ave monogâmica, e a incubação e o cuidado dos filhotes são compartilhados. O ninho é uma base de barro, guano e vegetação acumulada das proximidades. A fêmea coloca um único e grande ovo em outubro-novembro (subespécie do norte) ou janeiro-fevereiro (subespécie do sul) que eclode depois de 68 a 72 dias. O albatroz-de-buller atinge a maturidade sexual aos 12 anos de idade e pode viver mais de 45 anos.

Habitat

O albatroz-de-buller reproduz em uma variedade de habitats, incluindo prados verdejantes, encostas e falésias cobertas de moitas, arbustos e sob a cobertura florestal.

Distribuição

O albatroz-de-buller é uma espécie endêmica da Nova Zelândia. Ele reproduz nas Ilhas Snares, Ilhas Solander, Ilhas Chatham e nas Ilhas Três Reis.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul, Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Buller's Albatross." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 12 Dez 2016. Web. 01 Abr 2017.
  • BirdLife International. 2016. Thalassarche bulleri. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22728328A94980627.
  • Sagar, P.M. 2013. Buller’s Mollymawk. In Miskelly, C.M. (ed.) New Zealand Birds Online.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.