Sapo-do-suriname

Fotografia por Arthur Chapman, CC BY-NC-SA

Local da foto: Rio Tuichi, Parque Nacional Madidi, Bolívia

 Canon EOS 400D DIGITAL (Canon)
Distância Focal: 100mm  •  Abertura: f/2.8  •  Tempo de Exposição: 1/60s  •  ISO: 400
Data em que a foto foi tirada: 27/11/2008
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Sapo-do-suriname

Pipa pipa
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Amphibia
Ordem Anura
Família Pipidae
Gênero Pipa
Nome Científico Pipa pipa(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Surinam Toad
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2015)

Descrição

O sapo-do-suriname é uma das sete espécies dentro do gênero altamente incomum Pipa. Membros deste gênero são quase inconfundíveis, pois têm um corpo muito achatado. Ao contrário de muitas outras espécies de anfíbios, os membros do gênero Pipa não se sentam sobre os seus membros anteriores, ao invés disso, eles são caracterizados por adotarem uma posição estendida, com seus braços e pernas apontando para fora.

A cabeça do sapo-do-suriname é pequena e triangular, seus olhos são minúsculos, sem pálpebras e situados na superfície superior da cabeça, e são direcionados para cima. Ele não tem dentes e também não tem língua.

O sapo-do-suriname é monotonamente colorido, com a sua cabeça e partes superiores marrons ou marrom-escuras. Isto permite ao animal se camuflar e se esconder de predadores na lama escura de seu habitat aquático. A parte inferior do sapo-do-suriname geralmente é marrom-clara e manchada com branco ou, às vezes, esbranquiçada.

A pele do sapo-do-suriname é coberta de pequenas projeções parecidas com verrugas, mas ela ainda tem uma textura escorregadia. Esta espécie tem entre 10 e 17 cm de comprimento, e os machos são menores do que as fêmeas.

Biologia

O sapo-do-suriname tem um estilo de vida quase completamente aquático, e é capaz de permanecer debaixo da água por até uma hora. Para detectar alimentos, o sapo-do-suriname utiliza órgãos sensoriais com formato de estrela nas pontas dos seus dedos. Sua dieta consiste principalmente de pequenos peixes e invertebrados.

O sapo-do-suriname é bem conhecido por seus notáveis hábitos reprodutivos. Ao contrário da maioria dos sapos, os machos desta espécie não atraem parceiras com coaxar e outros sons geralmente associados a estes animais aquáticos. Ao invés disso, eles vocalizam com um som de clique acentuado usando o osso hioide em suas gargantas.

O acasalamento nesta espécie começa logo após o início da estação chuvosa. Durante o amplexo o casal faz uma série de saltos fascinantes na água. Durante estes saltos, a fêmea põe entre 3 e 10 ovos que, em seguida, caem sobre a barriga do macho. À medida que o macho afrouxa suas garras, os ovos rolam sobre o dorso macio e esponjoso da fêmea, para o qual eles aderem. Ao mesmo tempo o macho fertiliza os ovos. Este processo é repetido até 18 vezes, com 60 a 100 ovos sendo colocados no total.

Depois que o último ovo é colocado, o macho nada para longe, deixando a fêmea imóvel. A pele no dorso da fêmea gradualmente começa a inchar e crescer em volta de cada ovo, eventualmente engolindo completamente os ovos. Cada ovo está em sua própria bolsa, conhecida como bolsa de ninhada, que é coberta por uma cobertura córnea, dando a fêmea uma aparência de favo de mel. O desenvolvimento larval dos jovens, que se metamorfoseiam de girinos para sapinhos, ocorre totalmente dentro da bolsa. Após a incubação dentro das bolsas, que dura entre 3 e 4 meses, os jovens sapos eclodem pela erupção através da pele no dorso da fêmea.

Habitat

O sapo-do-suriname habita florestas tropicais, onde pode ser encontrado em cursos de água de fluxo lento lamacenta, tais como córregos, rios e poças. Dentro destes ambientes aquáticos, o sapo-do-suriname se esconde sob a serrapilheira submersa e raramente se aventura em terra.

Distribuição

O sapo-do-suriname ocorre na Bacia Amazônica da América do Sul, na Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname, Guiana Francesa, Equador, Peru, Bolívia e Brasil. Ele ocorre também em localidades espalhadas no sul e leste da Ilha Trindade (em Trindade e Tobago).

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Common Suriname Toad." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 6 Mar. 2017. Web. 31 Mar. 2017.
  • Suriname Toad file on ARKive.
  • IUCN SSC Amphibian Specialist Group. 2015. Pipa pipa. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T58163A61414791.

Mais Espécies de Anfíbios

Conheça mais espécies de Anfíbios selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.