Rã-venenosa-rubi

Fotografia por Jorge Valencia, CC BY-NC

Local da foto: Província de Pastaza, Equador

 Canon EOS DIGITAL REBEL XTi (Canon)
Distância Focal: 50mm  •  Abertura: f/16.0  •  Tempo de Exposição: 1/125s  •  ISO: 100
Data em que a foto foi tirada: 24/08/2008
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Rã-venenosa-rubi

Ameerega parvula
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Amphibia
Ordem Anura
Família Dendrobatidae
Gênero Ameerega
Nome Científico Ameerega parvula(Boulenger, 1882)
Nome Inglês Ruby Poison Frog
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2004)

Descrição

A rã-venenosa-rubi é uma espécie de anfíbio da família Dendrobatidae.

A cor de fundo da rã-venenosa-rubi é preta. A parte dorsal é coberta com pontos vermelhos e a parte ventral e os membros podem ter um padrão preto marmoreado de azul ou azul marmoreado de preto, que pode se estender parcialmente para os lados do corpo. Uma listra azul-clara incompleta se estende dos membros anteriores e termina logo abaixo do olho ou da narina. Uma faixa longitudinal azul-clara está presente na metade posterior do corpo. A íris é preta.

A pele da rã-venenosa-rubi é fortemente granulada no dorso e na superfície dorsal dos membros posteriores. A pele é lisa na superfície ventral e membros anteriores. Dentes maxilares e premaxilares estão presentes nessa espécie. O primeiro dedo é mais comprido do que o segundo, e o terceiro dedo dos machos geralmente é inchado. Os discos dos dedos dos adultos são pouco expandidos a moderadamente expandidos.

A rã-venenosa-rubi tem entre 17,5 e 24,0 mm de comprimento rostro-cloacal - os machos têm entre 17,5 e 22,5 mm e as fêmeas entre 19 e 24 mm.

Na amazônia do Equador, a rã-venenosa-rubi pode ser confundida com outros dendrobatídeos e aromobatídeos que têm o dorso avermelhado:

  • rã-venenosa-do-equador (Ameerega bilinguis) - tem manchas amarelas bem visíveis sobre os braços e coxas (a rã-venenosa-rubi não tem).
  • rã-venenosa-de-zaparo (Allobates zaparo) - é ligeiramente maior e a superfície ventral geralmente é escura, exceto por algumas manchas claras no ventre, coxas e panturrilhas (a rã-venenosa-rubi tem a superfície ventral azulada com manchas pretas). A rã-venenosa-rubi tem uma linha oblíqua lateral definida na metade posterior do flanco, enquanto na rã-venenosa-de-zaparo todo o flanco desde a ponta do focinho até a virilha é preto e uma linha ventrolateral azulada costuma ser frequente.
  • rã-venenosa-de-dorso-vermelho (Ranitomeya reticulata) - tem a pele dorsal lisa (a rã-venenosa-rubi tem a pele dorsal fortemente granulada) e tem um padrão reticulado no abdômen e nos membros (a rã-venenosa-rubi não tem esse padrão reticulado).

Biologia

A rã-venenosa-rubi é uma espécie diurna e terrestre e é encontrada na serrapilheira perto de corpos de água, como rios, riachos, córregos e cachoeiras.

A dieta da rã-venenosa-rubi é composta principalmente de formigas. O alto conteúdo de formigas da dieta parece estar relacionado com a toxicidade da pele (presença de alcaloides) e a coloração aposemática dessa espécie.

Os machos da rã-venenosa-rubi são agressivos com outros machos e até mesmo as fêmeas podem atacar os machos. O amplexo dessa espécie é cefálico. A fêmea coloca uma ninhada de 3 a 10 ovos na serrapilheira, que são constantemente cuidados pelo macho. Durante a época de reprodução a fêmea pode produzir ninhadas em intervalos de 20 dias. Após a eclosão, o macho carrega os girinos em seu dorso para um riacho com fluxo de água lento. As larvas completam a metamorfose em aproximadamente 60 dias.

Habitat

A rã-venenosa-rubi habita florestas tropicais e subtropicais de planícies entre 100 e 1.000 m de altitude.

Distribuição

A rã-venenosa-rubi ocorre no sul do Equador e norte do Peru.

Veneno

A rã-venenosa-rubi tem uma coloração aposemática brilhante e produz compostos tóxicos. Sua pele produz alcaloides lipofílicos, assim como outras espécies da família Dendrobatidae.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • AmphibiaWeb 2012. Ameerega parvula: Ruby Poison Frog. University of California, Berkeley, CA, USA.
  • Ortiz, D. A., Coloma, L. A., Ron, S. R., Frenkel, C., Félix-Novoa, C. y Quiguango-Ubillús, A. 2013. Ameerega parvula. En: Ron, S. R., Guayasamin, J. M., Yanez-Muñoz, M. H., Merino-Viteri, A., Ortiz, D. A. y Nicolalde, D. A. 2016. AmphibiaWebEcuador. Version 2016.0. Museo de Zoología, Pontificia Universidad Católica del Ecuador.
  • Javier Icochea, Luis A. Coloma, Santiago Ron, Karl-Heinz Jungfer, Diego Cisneros-Heredia. 2004. Ameerega parvula. The IUCN Red List of Threatened Species 2004: e.T55229A11276134.

Mais Espécies de Anfíbios

Conheça mais espécies de Anfíbios selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.