Rã-venenosa-do-condor

Fotografia por Andreas Kay, CC BY-NC-SA

Local da foto: Reserva Biológica El Quimi, província de Morona Santiago, Equador

Data em que a foto foi tirada: 19/04/2018
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Rã-venenosa-do-condor

Excidobates condor
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Amphibia
Ordem Anura
Família Dendrobatidae
Gênero Excidobates
Nome Científico Excidobates condorAlmendáriz, Ron, & Brito M., 2012
Nome Inglês Condor Poison Frog
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

A rã-venenosa-do-condor, conhecida também como rã-venenosa-da-cordilheira-do-condor, é uma espécie de rã venenosa da família Dendrobatidae descrita em 2012. Seu nome comum se refere ao local onde ela foi descoberta, no flanco ocidental da Cordilheira do Condor.

O dorso da rã-venenosa-do-condor é preto e fortemente tuberculado, que se estende até as extremidades. A região anterior da cabeça é vermelha escarlate com preto difuso. Os braços são laranja/vermelhos, especialmente as mãos; essa coloração se torna mais escura ao longo do antebraço e na parte superior do cotovelo. O ventre é predominantemente preto. A fêmea é ligeiramente maior do que o macho e não tem a coloração avermelhada na região anterior da cabeça.

A rã-venenosa-do-condor é uma espécie pequena. Os machos podem atingir até 19,8 mm de comprimento total e as fêmeas até 21,6 mm.

Biologia

A rã-venenosa-do-condor foi descrita recentemente e muitos detalhes da sua história natural permanecem desconhecidos, por exemplo, tamanho e local da ninhada, bem como a sua vocalização. Ela é a terceira espécie descrita no gênero Excidobates, que inclui também a rã-venenosa-do-marañón (Excidobates mysteriosus) e a rã-venenosa-do-rio-santiago (Excidobates captivus).

A rã-venenosa-do-condor é um animal raro e difícil de ser encontrado. Os adultos são diurnos e ativos no período da tarde, na base das árvores e nas bromélias, entre as raízes das árvores, e na serrapilheira e musgos que cobrem o solo arenoso. Os girinos e metamorfos vivem nas brácteas de grandes bromélias do gênero Guzmania, que armazenam água suficiente para o seu desenvolvimento.

Habitat

A rã-venenosa-do-condor habita florestas de montanha em altitudes que variam entre 1.800 e 1.900 m.

Distribuição

A rã-venenosa-do-condor ocorre nas províncias de Zamora Chinchipe (Loma Paquisha Alto, Río Blanco e Loma Tigres Alto) e Morona Santiago, Equador.

foi registrada apenas em três cidades da Cordilheira do Condor, no Equador (Província de Zamora Chinchipe): Loma Paquisha Alto, Río Blanco e Loma Tigres Alto.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Almendáriz, A. y Brito, J. 2017. Excidobates condor En: Ron, S. R., Yanez-Muñoz, M. H., Merino-Viteri, A. Ortiz, D. A. (Eds). Anfibios del Ecuador. Version 2018.0. Museo de Zoología, Pontificia Universidad Católica del Ecuador. Acessado em 03 Mai 2018.
  • Dendrobates.org Website.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Anfíbios

Conheça mais espécies de Anfíbios selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.