Rã-venenosa-de-machalilla

Fotografia por Santiago Ron / FaunaWebEcuador, CC BY-NC

Local da foto: Bosque de Pacoche, Província de Manabí, Equador

 Canon EOS 50D (Canon)
Distância Focal: 100mm  •  Abertura: f/10.0  •  Tempo de Exposição: 1/250s  •  ISO: 250
Data em que a foto foi tirada: 22/04/2011
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Rã-venenosa-de-machalilla

Epipedobates machalilla
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Amphibia
Ordem Anura
Família Dendrobatidae
Gênero Epipedobates
Nome Científico Epipedobates machalilla(Coloma, 1995)
Nome Inglês Machalilla Poison Frog
Estado de Conservação NT  - Quase Ameaçada (IUCN / 2004)

Descrição

A rã-venenosa-de-machalilla é uma espécie de anfíbio da família Dendrobatidae. Machalilla, presente em seu nome científico refere-se ao Parque Nacional Machalilla, local onde a espécie foi descoberta em 1995.

O focinho da rã-venenosa-de-machalilla tem uma aparência arredondada quando visto dorsalmente e saliente quando visto de perfil. A cabeça é ligeiramente mais comprida do que larga. As narinas sobressaem ligeiramente lateralmente. O tímpano é pequeno e pouco visível. Os membros anteriores são moderadamente longos com dedos sem membranas interdigitais. Os discos terminais dos dedos são ligeiramente expandidos. Os membros posteriores são longos e moderadamente robustos.

Nem todos os dendrobatídeos têm cores brilhantes e a rã-venenosa-de-machalilla é um exemplo. A superfície dorsal é marrom-oliva e tem uma marca marrom-escura com formato de X na região escapular. O flanco tem uma coloração que varia da marrom-escura a preta. O lábio superior é amarelo cremoso com tons rosados. A listra lateral oblíqua tem uma coloração branca ou amarela cremosa. Os braços são laranja pálido e a superfície dorsal das pernas é marrom-escura. A superfície posterior das coxas tem uma coloração laranja amarelada. Existe uma marca discreta de cor laranja na região da virilha. A superfície ventral tem uma coloração creme. A íris é dourada. Existe significativa variação geográfica nessa espécie; alguns espécimes apresentam uma listra preta estreita no meio do dorso, e em alguns espécimes a listra ventrolateral branca não é distinta. Outras variações incluem indivíduos com pequenas marcas espalhadas na garganta e indivíduos com duas manchas na região do queixo.

Os machos da rã-venenosa-de-machalilla têm um comprimento rostro-cloacal entre 14,4 e 16,0 mm e as fêmeas entre 15,0 e 17,6 mm.

Biologia

A rã-venenosa-de-machalilla é uma espécie diurna e terrestre, associada a folhas mortas, pedras e bancos de lama de rios permanentes, riachos, cachoeiras e córregos.

A rã-venenosa-de-machalilla tem um elaborado sistema de acasalamento, que inclui amplexo cefálico, e geralmente ocorre no chão. O macho é territorial e atrai a fêmea para o seu ninho escolhido com um chamado característico. A fêmea coloca, em média, 15 ovos medindo 1,6 mm. Os ovos são depositados no solo ou sob folhas secas. Após o amplexo a fêmea deixa o ninho. O cuidado parental é responsabilidade do macho, que transporta as larvas e protege o desenvolvimento dos embriões de intrusos exibindo um comportamento agressivo. Após a fertilização, os ovos eclodem em aproximadamente 19 ou 20 dias, e o macho carrega os girinos para pequenas poças ou margens de rios, onde ocorre o crescimento e a metamorfose.

Os ovos da rã-venenosa-de-machalilla são menores e menos pigmentados do que os ovos das espécies do gênero Dendrobates.

Habitat

A rã-venenosa-de-machalilla habita florestas de planícies secas, mas pode ser encontrada também em habitats perturbados como plantações de banana e cacau, e ocorre em altitudes entre 10 e 515 m.

Distribuição

A rã-venenosa-de-machalilla é uma espécie nativa do Equador e ocorre principalmente nas províncias de Azogues, Bolívar, El Oro, Guayas, Los Ríos e Manabí.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • AmphibiaWeb 2013. Epipedobates machalilla. University of California, Berkeley, CA, USA.
  • Coloma, L. A., Frenkel, C., Ortiz, D. A. y Pazmiño-Armijos, G. 2010. Epipedobates machalilla. En: Ron, S. R., Guayasamin, J. M., Yanez-Muñoz, M. H., Merino-Viteri, A., Ortiz, D. A. y Nicolalde, D. A. 2016. AmphibiaWebEcuador. Version 2016.0. Museo de Zoología, Pontificia Universidad Católica del Ecuador.
  • Luis A. Coloma, Santiago Ron, Mario Yánez-Muñoz, Diego Cisneros-Heredia, Ana Almendáriz. 2004. Epipedobates machalilla. The IUCN Red List of Threatened Species 2004: e.T55107A11251124.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Anfíbios

Conheça mais espécies de Anfíbios selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.