Axolote

Fotografia por Pelican, CC BY-SA

Local da foto: Ménagerie du Jardin des Plantes, Paris, França

 PENTAX K-5 (PENTAX )
Distância Focal: 115mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/10s  •  ISO: 1600
Data em que a foto foi tirada: 26/08/2012
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Axolote

Ambystoma mexicanum
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Amphibia
Ordem Caudata
Família Ambystomatidae
Gênero Ambystoma
Nome Científico Ambystoma mexicanum(Shaw & Nodder, 1798)
Nome Inglês Axolotl, Mexican Salamander
Estado de Conservação CR  - Criticamente em Perigo (IUCN / 2010)

Descrição

A axolote, conhecida também como salamandra-mexicana, é uma espécie de salamandra aquática neotênica ou pedomórfica, o que significa que ela mantém certas características larvais durante toda a vida, portanto, a axolote geralmente nunca se assemelha totalmente a uma salamandra adulta.

Ao contrário de outros anfíbios, a maioria das axolotes deixam de se metamorfosear, vivendo permanentemente na água. Apesar de não desenvolver pulmões, a característica mais bizarra da axolote é a retenção das suas guelras parecidas com ramificações. Estas, são projeções externas do pescoço em cada lado da cabeça. Cada lado, tem três ramificações cobertas com filamentos de plumas que aumentam a área superficial para troca gasosa.

A axolote tem um corpo longo, fino e de cor escura, e pernas curtas, com quatro dígitos nas patas dianteiras e cinco dígitos nas patas traseiras. Indivíduos albinos são reproduzidos em cativeiro, mas não são conhecidos na natureza. Esta espécie pode atingir até 30 cm de comprimento. Os machos pesam entre 125 e 130 g, e as fêmeas pesam entre 170 e 180 g.

Biologia

Uma espécie que fascina cientistas em todo o mundo, a axolote tem características que merecem estudos. Embora capaz de se manter em forma larval durante toda a vida, a axolote pode se metamorfosear em uma salamandra completamente adulta se o seu habitat secar. Além disso, ao invés de formar um tecido de cicatriz quando ferida, os tecidos no local do ferimento têm a capacidade de regeneração completa, até mesmo um membro inteiro.

A axolote é uma espécie inativa durante o dia, descansando sobre o substrato com as guelras estendidas. Ela se move lentamente e pode vir à tona ocasionalmente para tomar um pouco de ar.

A axolote tem uma dieta carnívora, consumindo pequenas presas, como vermes, insetos e pequenos peixes na natureza. Ela localiza o alimento pelo olfato e captura qualquer refeição em potencial, sugando o alimento para seu estômago com a força do vácuo. Espécimes jovens se alimentam de algas.

Apesar da axolote permanecer na forma larval durante toda a vida, ela se torna sexualmente madura entre 12 e 18 meses de idade. O macho "dança" para iniciar o namoro, cutucando a fêmea antes de depositar vários pacotes de esperma com formato de cone, conhecidos como espermatóforos, em rochas e plantas. Após a fertilização, a fêmea coloca os ovos 24 horas depois, e cada um deles é envolvido em um muco. Eles se tornam colados uns aos outros e ao substrato, onde são incubados por 2 a 3 semanas. Uma única fêmea pode produzir até 400 ovos em um dia, com média de 175 a 200 ovos.

Habitat

A axolote é nativa do antigo sistema de canais de água e lagos na Cidade do México, preferindo água salobra profunda com abundância de vegetação.

Distribuição

A axolote é encontrada historicamente nos lagos Chalco e Xochimilco próximo a Cidade do México, no México.

Continentes de Ocorrência

América do Norte

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Axolotl." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 12 Mar. 2017. Web. 30 Mar. 2017.
  • Axolotl fact file on ARKive.
  • Majchrzak, A. 2004. "Ambystoma mexicanum" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Luis Zambrano, Paola Mosig Reidl, Jeanne McKay, Richard Griffiths, Brad Shaffer, Oscar Flores-Villela, Gabriela Parra-Olea, David Wake. 2010. Ambystoma mexicanum. The IUCN Red List of Threatened Species 2010: e.T1095A3229615.

Mais Espécies de Anfíbios

Conheça mais espécies de Anfíbios selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.