O Comportamento de uma Alcatéia de Lobos
Foto: Canídeos

Fotografia por Tambako the Jaguar, CC BY-ND


Compartilhar

Os lobos normalmente vivem em grupos organizados hierarquicamente. A natureza das alcatéias de lobos está mais relacionada à ordem do que com a ferocidade. A complexa dinâmica da alcatéia de lobos se assemelha mais à de uma turma de adolescentes que a um grupo de animais selvagens. É claro, eles ainda espreitam presas e travam lutas ferozes uns com os outros, mas você vai descobrir que esses canídeos obedecem a uma hierarquia de grupo incrivelmente sofisticada.

Os lobos naturalmente se organizam em alcatéias para manter a estabilidade e ajudar na caça por presas. Essas alcatéias muitas vezes são compostas de três a sete lobos lideradas por uma macho alfa e uma fêmea alfa - ou casal alfa. Os filhotes do casal, lobos mais jovens e lobos sem parentesco compõem o resto da alcatéia.

O líder da matilha não é necessáriamente o macho alfa. A fêmea alfa toma as rédeas em certos grupos, uma vez que, as posições dos lobos são baseadas na força e na capacidade de vencer lutas, não no sexo. Embora outros lobos dentro da alcatéia podem copular quando as presas são abundantes, o casal alfa normalmente são os únicos que podem se reproduzir. Várias fêmeas na mesma alcatéia podem causar problemas, uma vez que, elas lutam entre si com mais frequência do que os machos.

O lobo beta vem em seguida. Lobos beta atuam como o segundo no comando, assumindo a liderança caso o macho alfa morra e possivelmente acasalando com a fêmea alfa. Quando o lobo alfa fica fraco ou muito velho para liderar a alcatéia de forma eficaz, o lobo beta pode desafiá-lo e assumir o comando caso seja o vencedor da luta.

No degrau mais baixo da escala, está o lobo ômega. Como o nome sugere, o lobo ômega é o mais fraco com o qual a alcatéia menos se preocupa. Intimidado pelos outros membros, o lobo ômega receberá a violência da agressão no mundo dos lobos, particularmente durante lutas entre alcatéias. Às vezes, essa rivalidade chega ao ponto do lobo ômega deixar a alcatéia parar viver sozinho. Além de ser "saco de pancada" da alcatéia, o lobo ômega também instiga brincadeiras entre os lobos para aliviar as tensões.

Nesse ambiente "cão-come-cão" (ou "lobo-come-lobo"), qual é o comportamento que prevalece na alcatéia? Será que eles se odeiam ou simplesmente têm uma forma diferente de demonstrar afeto?

O comportamento da alcatéia de extrema lealdade e devoção ao grupo mantém os lobos unidos, apesar das épocas de escassez de presas ou violência. Por exemplo, enquanto os lobos alfa lideram, asseguram que todos os filhotes tenham seu suprimento de alimento antes que os outros ataquem.

Os lobos exibem sinais visíveis de força de seu comportamento na alcatéia através de uma linguagem corporal única. Você pode dizer a posição de um lobo na hierarquia da alcatéia simplesmente observando sua postura. Lobos alfa se mantêm mais eretos com suas caudas mais elevadas, enquanto os lobos de níveis hierárquicos mais inferiores andam mais relaxados.

Mesmo ao fazerem suas necessidades os lobos submissos fazem de forma diferente. Um lobo ômega urina em posição de cócoras. O macho alfa, por outro lado, urina em pé com a perna levantada. Se um lobo dominante se aproximar de um mais submisso, este pode abaixar suas orelhas, colocar sua cauda entre as pernas ou mostrar sua garganta ou virilhas para demonstrar submissão. Ao saudar um membro dominante, o lobo de classe inferior pode lamber o focinho do outro.

Junto com essas demonstrações internas do comportamento da alcatéia de lobos, os lobos também são extremamente territoriais. O território de uma alcatéia pode incluir milhares de quilômetros quadrados, e atravessar o domínio de outra alcatéia, podendo ocorrer confrontos. Como os lobos sabem onde seu território começa e onde termina? Seguindo seu olfato. Os lobos detectam cheiros 10 vezes melhor que cães-domésticos e 100 vezes melhor que seres humanos. Duzentos milhões de células nervosas olfativas dentro de seus focinhos detectam informações precisas sobre a origem dos cheiros e por quanto tempo estiveram lá.

Os lobos marcam com o cheiro urinando em alvos sobre o solo, como um tronco de árvore por exemplo. Isso indica aos intrusos que estão cruzando fronteiras e fornece aos lobos postos de sinais olfativos para ajudar a navegação. Defecar também libera hormônios e deixa indicadores visuais de território. Além disso, os lobos arranham as áreas marcadas para adicionar outra camada de cheiro.

Com tudo isso, não é de admirar que alcatéias de lobos por todo o mundo tenham sobrevivido e continuado juntas por milhares de anos.


Explore Mais